Microsoft mira Yahoo para encarar Google em buscas e publicidade online

São Paulo – MS aproveita fraqueza do Yahoo, após indefinição sobre investimentos, e defende parceria para não continuar a perder dinheiro em publicidade.

As seis letras não estão explicitamente citadas no anúncio em que a Microsoft formalizou sua intenção de comprar o Yahoo por 44,6 bilhões de dólares nesta sexta-feira (01/02), mas não há como negar – o Google está profundamente envolvido na negociação.

“Com certeza, a briga vai ficar mais acirrada entre Google e  Microsoft. Alguém vai bater de frente com o Google, finalmente”, explica Alexandre Kavinski,  diretor de novos mercados e produtos de SEM na Mídia Digital.

Em coletiva da Microsoft realizada entre jornalistas internacionais logo após o anúncio, Steve Ballmer afirmou ter conversado com o conselho do Yahoo em 2007 para viabilizar a compra, mas preferiu esperar até que o momento certo chegasse.

Mais sobre Microsoft e Yahoo:
> Opinião: Marcelo Coutinho avalia o negócio
> Blog: leia a carta de Ballmer para o Yahoo
> Enquete: o que você acha do negócio? Vote
> Ações do Yahoo sobem 50%
> Blog: AOL Time Warner 2.0?
> Ballmer: alternativa para enfrentar o Google

Ironicamente, o “momento certo” citado por Ballmer coincide com anúncios de que o Yahoo teria que enfrentar cortes de até mil funcionários a partir de fevereiro, dado o “vento contrário” enfrentado pela empresa que se traduziu na queda de lucros, e da saída da presidência do conselho de Terry Semel, que já havia abandonado o cargo de CEO em junho de 2007.

A incapacidade do Yahoo se acompanhar inovações apresentadas pelo então nascente Google e o foco que a Microsoft sempre despendeu para seus softwares fez com que o buscador fundado por Larry Page e Sergey Brin pulasse bem à frente nas busca, o que acabou dando vantagem ao Google na publicidade online.

Leia o Restante da matéria em: IDGnow!

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *