Microsoft ficará quase sem Bill Gates esta semana

Pois é, depois de uma longa jornada na Microsoft, Tio Bill Bill Gates irá se aposentar para se dedicar a sua instituição filantrópica :P . Mas calma lá! Ele ainda estará opinando na empresa como um conselheiro nas decisões, mas não do mesmo jeito, já que ele quer curtir a vida (hã?)! Leia a matéria.

“Após longa transição, Bill Gates deve deixar oficialmente o trabalho na Microsoft esta semana. Fundador da companhia, ao lado Paul Allen, Gates comunicou há quase dois anos que deixaria o trabalho na Microsoft no início de julho, ou seja, na próxima semana.
Ao longo deste período, Gates deixou as tarefas de CEO da empresa a cargo de Steve Ballmer. Ray Ozzie é o arquiteto chefe da empresa, cargo que também foi ocupado por Gates no passado.

Segundo o próprio Bill Gates, seu afastamento da Microsoft não é total e ele continuará participando de decisões da empresa como conselheiro.

No dia a dia, porém, vai trabalhar na gestão de projetos da Bill and Melinda Gates Foundation, entidade que possui capital de US$ 33 bilhões para investir em programas sociais e filantrópicos em países pobres.

Estudante de Harvard nos anos 70, Gates deixou a faculdade sem completar o curso para criar a Microsoft em 75, ao lado de Paul Allen.

O sucesso da empresa, em especial do sistema operacional Windows, colocou o nome de Bill Gates na história da indústria de tecnologia e o tornou o homem mais rico do mundo, posto que perderia recentemente. Ranking da Forbes em 2008 o aponta como o terceiro homem mais rico do mundo.

A trajetória ascendente de Gates lhe rendeu avaliações distintas. Para muitos especialistas, o fundador da Microsoft é um gênio que revolucionou o modo como as pessoas usam computadores e deu um fortíssimo impulso para criar uma indústria global de software.

Para seus críticos, no entanto, Gates está associado a práticas capitalistas agressivas que contribuíram para destruir competidores e criar um monopólio tecnológico controlado pela Microsoft.

Bill Gates deixa a companhia num momento em que os principais produtos da Microsoft, programas instalados no PC, são desafiados por um modelo de aplicativos online. Este ano, o sucessor de Gates, Steve Ballmer, liderou sem sucesso uma ofensiva para comprar o Yahoo!, aquisição que aceleraria os investimentos da Microsoft em produtos online.

Ao fim do processo, o Yahoo! preferiu fechar uma parceria com o Google, um dos maiores rivais da Microsoft.”

Fonte: Softwares, Tecnologia e Downloads

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *