Yahoo! anuncia parceria com o Google

O Yahoo! vai ceder uma parte de seu espaço para publicidade para o Google, em uma experiência que parece ter o objetivo de afastar a proposta não solicitada da Microsoft. O acordo, anunciado nesta quarta-feira (9), vai permitir que o Google coloque anúncios em cerca de 3% das pesquisas feitas nos Estados Unidos por meio do Yahoo –que é o segundo maior site de buscas da internet, atrás do novo parceiro.

Sem especificar uma data, o Yahoo! informou que os testes da parceria com o Google vão durar duas semanas. O Yahoo! afirmou que ainda não decidiu se vai aderir totalmente à rede de centenas de outros sites que confiam ao Google a responsabilidade de explorar a publicidade por links patrocinados em seu conteúdo.

A possibilidade de adotar uma relação mais próxima com o líder das buscas na internet é uma nova mostra dos esforços do Yahoo! para afastar a Microsoft ou forçar a gigante do software a aumentar sua oferta.

O Yahoo! insiste que a oferta inicial de US$ 31 por ação é baixa demais, mas a Microsoft ainda não deu sinais concretos de que vá fazer uma proposta melhor.

Concentração

Em um comunicado divulgado hoje, a empresa fundada por Bill Gates reafirma que a proposta atual é justa e questionou se órgãos de regulação de comércio iriam permitir que o Google e o Yahoo! formem uma parceria permanente.

De acordo com dados recentes da comScore Media Metrix, Google e Yahoo! teriam, juntos, 81% do mercado de buscas nos Estados Unidos. Caso o Yahoo! fosse para as mãos da Microsoft, as empresas teriam 31% do segmento nos EUA –bem longe dos 59% do Google.

“Isso [um acordo Google-Yahoo!] tornaria o mercado muito menos competitivo, algo que contrasta com nossa proposta ao adquirir o Yahoo!”, afirma o responsável por assuntos legais da Microsoft, Brad Smith.

O senador norte-americano Herb Kohl, membro de comitê antitruste no Congresso dos EUA, afirma que o órgão iria rejeitar qualquer acordo permanente entre as duas empresas de internet.

Kohl afirma que os legisladores do país estão particularmente preocupados com o assunto em razão de o Google ter acabado de comprar a DoubleClick, grande empresa de publicidade on-line, por US$ 3,2 bilhões.

[..Via Folha Online..]

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *